Colete à prova de balas é uma conquista

Fonte: O Fluminense

Em:
 03 de Agosto de 2008

A categoria dos vigilantes conquistou o colete à prova de bala de acordo com a Portaria 387/2006 da Polícia Federal e a Portaria 191 do Ministério do Trabalho. Agora, todos os vigilantes que trabalham armados têm que usar coletes à prova de bala.

O colete foi uma grande conquista para a categoria e teve a participação efetiva dos sindicatos e da Confederação Nacional dos Vigilantes.

O sindicato oferece aos associados e dependentes os seguintes benefícios: plano de saúde com consultas e exames de laboratórios para associados e seus dependentes, convênio com auto-escola, confecção da carteira nacional de vigilantes gratuita e convênios com cursosde formação.

Quem é vigilante e trabalha em Niterói ou municípios vizinhos pode ter o direito garantido e usufruir os benefícios.

Dois dos centros disponíveis para a formação de vigilante, cadastrados na Polícia Federal, são Escudeiro e Vigstar. Na Escudeiro, o curso tem duração de 40 dias, cinco dias na semana, das 18h ás 22h. O custo é de R$400, divididos em duas vezes, ou R$360,00 à vista.




Jaciara Manassi e Luciene Tinoco são seguras na pontaria






Rua Marquês de Paraná, 154 - Centro - Niterói/RJ
Desenvolvido por Equilibrio Digital